Header Ads

“Eunice ou carta a uma jovem actriz” estreia em novembro nos cinemas

https://media.timeout.com/images/105814333/image.jpg
Foto: Direitos Reservados

No ano em que a atriz comemora 80 anos de carreira, a vida de Eunice Muñoz será retratada no cinema, com a estreia de um documentário intitulado Eunice ou carta a uma jovem actriz. Realizado por Tiago Durão, o filme serve como passagem de testemunho da atriz veterana à sua neta, Lídia Muñoz. A estreia está marcada para novembro na salas de cinema, depois da antestreia ter acontecido no passado dia 3 de outubro, no Cinema São Jorge.

"Decidi que era altura de passar o testemunho e ver continuado o sonho do teatro pela minha neta Lídia, testemunho que passo orgulhosamente e que quis ver registado pelo cinema”, revelou Eunice Muñoz à imprensa. O filme comemora a vida da atriz através das suas memórias privadas, com um olhar na primeira pessoa, numa viagem pelos últimos 80 anos, que começaram no velho palco do Teatro Nacional.

O documentário teve uma antestreia, a 3 de outubro, no Cinema São Jorge e será exibido em breve no festival DocLisboa, que decorre no final deste mês, estando integrado na secção Heart Beat. Depois disso, chegará ao circuito comercial a 4 de novembro, estando confirmado em mais de 30 salas de cinema de todo o país.

"Acompanhei todas as fases do filme, assisti a todas as etapas do trabalho e achei que não podia existir melhor lugar de memória, porque é assim que eu sou, porque é assim que eu quero que guardem uma memória de mim", conta a atriz. Lídia Muñoz, respondeu à avó não saber como é que se recebe "um testemunho destes, tão pesado e tão importante" e expôs ter "algum medo de não estar à altura" desse testemunho, cita o site Sapo 24.

Foto: Direitos Reservados

"Este filme, neste ano em que serei mãe faz-me pensar que um dia o meu filho pode viajar para este sítio onde fui feliz. Não sei se é um filme, se é um documentário, se é um lugar de verdade ou de memória, sei que ali vejo a minha avó, como a vejo todos os dias, sei que existe verdade e que um dia será uma memória. Uma memória que julgo necessária a um país que teima em não se lembrar dos seus mais velhos com quem temos uma dívida de gratidão que nunca poderemos pagar", escreveu ainda Lídia Muñoz no seu Instagram.

"Ao Tiago dou-lhe para além de tudo o resto, o meu obrigada por ter eternizado o lugar de hoje e à minha avó, agradeço-lhe tudo o que me ensina, tudo o que me dá e digo-lhe que tentarei estar à altura do testemunho que me dá e que se eterniza neste filme que chega como uma carta, escrita a muitas mãos, a tantas jovens atrizes", refere ainda a jovem atriz.

Todo o dinheiro conseguido com a bilheteira do filme será doado à Casa do Artista, uma decisão conjunta de Eunice Munõz e da equipa de produção. Para além da atriz e da sua neta, fazem ainda parte deste filme nomes como Ruy de Carvalho e Luís Miguel Cintra.