Header Ads

Remake de "O Pai Tirano" estreia nos cinemas e na televisão

Foto: Igor Regalla

De volta aos clássicos no final do ano, o cinema português revisita um dos títulos de maior sucesso da cultura nacional numa releitura de O Pai Tirano desenvolvida pela SIC em parceria com a produtora Sky Dreams Entretainment. A produção tem estreia marcada nas salas de cinema de todo o país para o final de 2021, sendo depois exibida na antena da estação de Paço de Arcos em formato de minissérie, no arranque de 2022.

Com as gravações perto do final, o remake  será uma das novas apostas da ficção do canal dirigido por Daniel Oliveira, reunindo um elenco de luxo encabeçado por Jéssica Athayde. Para além da exibição no cinema e na televisão, O Pai Tirano ficará ainda disponível no serviço de streaming OPTO SIC.

João Gomes assume a realização de O Pai Tirano, depois de dirigir alguns episódios de Quer o Destino, Valor da Vida e Prisioneira na TVI. O argumento conta com a autoria de Patrícia Müller que soma mais um projeto para a SIC depois da série A Generala e repete a parceria com várias das caras que compõem o elenco da longa-metragem que volta a contar com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual para o desenvolvimento da produção.

Jessica Athayde é um dos grandes destaques da produção, nesta que será a sua segunda aventura na sétima arte e estará ao lado de nomes como Rui Luís Brás, Jorge Mourato, Diogo Amaral, Igor Regalla, Rita Blanco, Marcantónio Del Carlo, Mafalda Vilhena, João Craveiro, Miguel Raposo, Carolina Loureiro, Liliana Santos, Rita Loureiro, Susana Blazer, Cleia Almeida, Diogo Valsassina e José Raposo, que também já tinha integrado alguns dos títulos da trilogia Novos Clássicos que reimaginou as histórias de A Canção de Lisboa, O Pátio das Cantigas e O Leão da Estrela.

Lançada em 1941, a versão original conta com Vasco Santana, Laura Alves, Francisco Ribeiro e Barroso Lopes como protagonistas e relata a história de Francisco, o vendedor da loja de sapatos que está completamente apaixonado pela vendedora de perfumes, Tatão, promete fazer a jovem encantar-se por si e pelo teatro, enquanto ela tenta convencê-lo de que o cinema é a melhor forma de contar histórias. O amor vai durar? E qual será a arte que os vai unir no final das contas? A resposta a estas questões será entregue no remake de 2021 que regressa ao passado num contexto de época mas com algumas adaptações modernistas ao argumento clássico.