Header Ads

Patrícia Sequeira, Cláudia Clemente e Rita Nunes serão as realizadoras de “Na Porta do Lado” na OPTO SIC

 

Depois das séries, é a vez dos filmes chegarem ao catálogo da plataforma de streaming da SIC. Na Porta do Lado é o título da coletânea de três telefilmes originais da OPTO SIC cujas gravações já decorrem com a chancela de produção da Santa Rita Filmes. A violência doméstica será o tema comum nestas três histórias diferentes que deverão chegar ao catálogo premium do serviço ainda em 2021. Cláudia Vieira,  Marco D’Almeida e Cleia Almeida são alguns dos atores envolvidos nesta nova aposta da ficção para o digital da estação de Paço de Arcos.


Serão três realizadoras e quatro autoras neste novo projeto da plataforma de streaming. De acordo com o que Fantastic conseguiu apurar, Patrícia Sequeira - realizadora de O Clube - assume agora a realização do primeiro telefilme de Na Porta do Lado, a partir de um argumento da sua autoria em parceria com Filipa Leal. 


A segunda película da coletânea conta com autoria e realização de Cláudia Clemente, que recentemente realizou A Abóbada. Já o terceiro episódio da sequência conta com a realização de Rita Nunes, responsável pela longa-metragem Linhas Tortas e pela série Madre Paula, sendo o guião de Filipa Martins, autora dos telefilmes O Ego de Egas e Maluda para a RTP2.


O projeto conta com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual e foi brevemente apresentado à imprensa no final do ano passado por Daniel Oliveira, em conversa com a comunicação social. De acordo com as declarações, Na Porta do Lado trará uma forma pouco habitual de retratar histórias de violência doméstica, colocando o foco em quem está de fora e assiste aos episódios de violência apercebendo-se que algo de errado se passa entre os casais que protagonizam a série de telefilmes. A estreia na plataforma deverá acontecer ainda este ano, reforçando o leque de conteúdos originais da OPTO SIC.