Header Ads

Beatriz Godinho dará vida à personagem principal de “Cuba Libre”


Beatriz Godinho é a aposta da RTP e da produtora HOP! para dar corpo à protagonista do próximo projeto de ficção da estação pública. Cuba Libre é o título da série histórica que nos apresentará a vida de Annie Silva País, a revolucionária filha única do último Diretor da PIDE, Fernando Silva Pais. 
 
Com a pandemia a afetar várias produções em todo o mundo, o argumento da autoria de Henrique Oliveira não foi excepção, e passou por uma revisão que vai evitar as gravações fora do país. O projeto tem estreia prevista na antena da RTP1 para 2022.

Ao contrário do anteriormente avançado, Sara Matos não fará parte do elenco de Cuba Libre. A atriz foi a primeira escolha para  dar corpo à personagem central da história mas acabará por ficar fora do projeto, uma vez que na data prevista para o arranque das gravações, a artista estará no final da sua primeira gravidez. 
 
De acordo com a revista TV7 Dias, o papel será entregue Beatriz Godinho, que recentemente se destacou no telefilme da coletânea Trezes, O Sítio da Mulher Morta. Na pele de Annie, a interprete terá nas suas mãos a responsabilidade de dar corpo a uma jovem que luta contra os ideais com os quais cresceu, com uma sede revolucionária que a faz mudar os seus planos a favor das suas emoções.

Com gravações previstas para acontecerem em Cuba, a produção acabou por alterar os planos e escolheu a cidade de Cádiz, no sul de Espanha, como cenário dos eventos da série, de forma a evitar maior deslocações numa fase em que a evolução pandémica poderia colocar em causa o calendário de filmagens. 
 
Também o argumento sofreu alterações, com alguns arcos cortados de forma a dar um maior destaque à protagonista Annie. Miguel Guilherme que seria uma das caras do elenco dando vida a Salazar acabou por ficar de fora do projeto, uma vez que Cuba Libre não irá entrar diretamente na vida ditador nacional.