Header Ads

“The Nothingness Club - Não Sou Nada” é o próximo filme de Edgar Pêra

É embebido numa realidade distópica em torno da mente de Fernando Pessoa que chegará aos cinema, em 2021, The Nothingness Club - Não Sou Nada, a nova película de Edgar Pêra que sucede a Caminhos Magnétykos, um dos maiores sucessos de crítica em 2018.

Fernando Pessoa continua a ser uma das maiores fontes de inspiração nacionais. Aquele que é considerado um dos maiores autores da cultura nacional, já teve várias obras adaptadas para cinema e televisão, através do olhar criativo de vários cineastas a partir dos seus poemas, mas já foi protagonista de outros tantos títulos que continuam a viajar pela personalidade complexa do vulto do modernismo português. 

 

 O argumento assinado em parceria entre o realizador e Luísa Costa Gomes, promete visitar a vida boémia de Fernando Pessoa no Orpheu, junto com os seus comparsas do mundo das Artes, ao mesmo tempo que nos apresenta um cenário dentro da cabeça do autor de A Mensagem, em que os seus heterónimos são seres de carne e osso e vivem subjugados às decisões do poeta numa fábrica dos anos 30. Pelo meio de tudo isto há espaço para um serial killer entrar em ação. “Para mim é uma super-produção de luxo, porque consegui meios financeiros que nunca tive, o que me permitiu um ano de preparação para o filme, com ensaios, preparação do cenário, testes”, revelou o cineasta em entrevista ao jornal Expresso onde adianta que este é o seu projeto mais ambicioso de sempre.


Miguel Borges empresta corpo ao poeta como um dos protagonistas desta produção que foi gravada em julho de 2020. Vitória Guerra assume a pele de Ophélia, a paixão platónica do autor de O Infante, enquanto Vítor Correia assume a identidade do epicurista Ricardo Reis. Miguel Nunes será o “mestre do ingénuo” Alberto Caeiro, e Albano Jerónimo é o fervoroso Álvaro de Campos. A produção é da responsabilidade de Rodrigo Areias, com a produtora Bando à Parte, num elenco que inclui ainda nomes como Paulo Pires, Marina Albuquerque, Paulo Calatré, António Durães, Miguel Moreira, Marco Paiva e David Almeida. 


O currículo vasto de Edgar Pêra inclui títulos como O Barão, de 2011 com Nuno Melo e Marina Albuquerque, e Virados do Avesso, comédia romântica lançada em 2015 com Diogo Morgado e Jorge Corrula como protagonistas.