Header Ads

Dia Mundial do Cinema: 10 cenas icónicas que marcaram a Sétima Arte

Hoje, dia 5 de novembro, comemora-se o Dia Mundial do Cinema e neste ano de 2020 celebram-se também os 125 anos da primeira sessão pública do cinematógrafo dos irmão Lumière. Em 1895, os dois irmãos utilizaram o aparelho para reproduzir imagens em movimento num grande ecrã, para cerca de 30 espectadores, em Paris. 

A sessão aconteceu na cave do Grand Café, em Paris. Foi projetada uma série de dez filmes, com duração de 40 a 50 segundos cada (os primeiros rolos de película tinham apenas quinze metros de comprimento), entre eles os famosos "A saída dos operários da Fábrica Lumière" e "A chegada do Comboio à Estação Ciotat", cujos títulos exprimem bem o seu conteúdo.

A partir de então, o cinema expandiu-se por França, por toda a Europa e nos Estados Unidos, por intermédio de cinegrafistas enviados pelos irmãos Lumière para captar imagens pelo mundo afora. 

Para assinalar esta data, o Fantastic escolheu 10 cenas icónicas de filmes que marcaram várias gerações ao longo de mais de um século de Historia do Cinema. 

A Viagem à Lua, de Georges Meliès (1902) 
 
Lançado em setembro de 1902, A Viagem à Lua, de Georges Méliès, é um dos filmes mais importantes da História do Cinema. Há mais de um século, o realizador apresentou ao público uma narrativa e efeitos especiais muito inovadores para a época, sendo este o primeiro filme de ficção científica da história, transformando-se num sucesso a nível mundial. A cena em que a cápsula, lançada por um canhão gigante, chega à lua para que o território seja explorado, tornou-se numa das imagens mais clássicas do cinema. O filme conta a história de Barbenfouillis (Georges Méliès), um professor que convence os seus colegas a participarem numa viagem de exploração à Lua, partundo numa nave espacial que aterra no olho direito do satélite natural da Terra.

Clica aqui para veres o filme completo
 

Singin' in the Rain, de Gene Kelly e Stanley Donen (1952) 

Um homem apaixonado despede-se do seu grande amor com um beijo e fica tão feliz que não se importa com a chuva. Encharcado, canta “I´m Singin’ in the Rain", transformando esta cena musical numa das mais emblemáticas do cinema. O filme foi ganhando ao longo dos anos uma maior importância, sendo considerado uma homenagem à Sétima Arte e à conturbada fase de transição do mudo para o sonoro no final da década de 20.
 
Clica aqui para veres a cena do filme
 
 

A Dama e o Vagabundo, de Wilfred Jackson, Hamilton Luske e Clyde Geronimi (1955) 

É uma das cenas mais recordadas por todos e inicialmente não era para integrar a versão final de A Dama e o Vagabundo. O momento em que os dois cães protagonistas partilham esparguete, num jantar romântico, começou por ser considerada pouco romântica pela Disney. O animador Frank Thomas discordou e decidiu ir em frente. Quando Walt Disney viu o resultado, ficou impressionado e decidiu mantê-la na versão final. O filme conta a história de um cão rafeiro de coração de ouro, apaixona-se por uma cadelinha cocker spaniel aristocrata.

 

Psico, de Alfred Hitchcock (1960) 

A famosa cena do chuveiro, pensada por um dos maiores mestres do cinema de terror de todos os tempos, mudaria para sempre o conceito de thriller, horror e mistério no grande ecrã. Em Psico, a protagonista é atacada por uma personagem misteriosa, enquanto toma banho, gritando desesperadamente, em vão. Depois de ver a cena algumas vezes, Hitchcock mostrou-se desiludido, mas durante a montagem final, já com a banda sonora, acabou por mantê-la.

 

Taxi Driver, de Martin Scorsese (1976) 

"Are you talking to me?", perguntava Travis, a si mesmo, ao espelho. A cena de Taxi Driver que toda a gente conhece acabou por resultar da impressionante e disruptiva performance de Robert de Niro. A frase ficou e 10º lugar na “Lista das melhores 100 frases de filmes de todos os tempos”, segundo o American Film Institute. Taxi Driver tornou-se um clássico e é apontado como um dos grandes filmes de Scorsese, sobressaindo pela forma crua e violenta como retrata a solidão e a ansiedade no meio de uma movimentada cidade.

Clica aqui para veres o filme completo
 
 
 
Star Wars - Episode V, de Irvin Kershner (1980) 
 
Star Wars: Episode V - The Empire Strikes Back foi responsável por uma das falas mais inesquecíveis da história do Cinema. "I'm your father" desfaz o mistério e surpreende todos os fãs da saga, quando a personagem Luke Skywalker descobre que o seu maior inimigo é também o seu pai. Este foi o segundo filme da saga Star Wars a ser lançado e faz parte da trilogia inicial. Anos depois, começam a ser lançados os restantes filmes e Star Wars viria a tornar-se um conjunto de nove filmes, o último dos quais estreado em dezembro de 2019.
 
 
 
 
Shining, de Stanley Kubrick (1980) 
 
O filme de Kubrick permite a Jack Nicholson protagonizar aquela que será, possivelmente, a cena mais impactante da sua carreira. A adaptação cinematográfica do livro de Stephen King mostra-nos como é que Jack Torrance (interpretado por Nicholson) perde a cabeça e ataca a própria mulher com um machado - "Here's Johnny!".

Clica aqui para veres a cena do filme
 
 

Pulp Fiction, de Quentin Tarantino (1994) 

Se Cães Danados já tinha dado a conhecer o génio criativo de Tarantino, Pulp Fiction veio apenas confirmar aquilo que já todos sabiam. Vencedor da Palma de Ouro em Cannes 1994, este thriller que se destaca pela modernidade e pela violência visual, está repleto de momentos icónicos. Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Harvey Keitel, Maria de Medeiros, Uma Thurman e John Travolta são alguns dos protagonistas. Os dois últimos foram, inclusivamente, responsáveis por uma das cenas mais iensquecíveis da História do cinema. Quem nunca dançou ao som de "You Never Can Tell" enquanto via o filme?

 
 
 
O Rei Leão, de Rob Minkoff e Roger Allers (1994) 
 
O momento em que Rafiki apresenta Simba a todo o reino, enquanto se ouve o tema "Ciclo sem Fim" fez de O Rei Leão um dos filmes mais recordados por miúdos e graúdos nos últimos 25 anos. Num filme de animação particularmente rico em cenas emocionantes, este é o momento mais emblemático da história. O filme acompanha o jovem leão Simba, que se sente culpado pela morte do seu pai, o rei Mufasa, e foge do seu Reino, sem saber que a morte foi planeada pelo seu tio Scar para tomar o poder. O sucesso deste clássico da Disney fez com que a história ganhasse um remake em 2019.
 
 
 

Titanic, de James Cameron (1997) 

A história de ficção inspirada no naufrágio real do RMS Titanic revelou-se um dos maiores sucessos de sempre da história do Cinema. Protagonizado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, o filme foi nomeado para 14 Óscares, tendo vencido 11 estatuetas, incluindo as de Melhor Filme e Melhor Realizador. Ao longo de aproximadamentr 180 minutos, os espectadores são levados numa viagem dramática e cheia de paixão. A cena em que Jack e Rose, agarrados, contemplam a vista a partir de uma das proas do navio, é possivelmente a mais icónica do filme - dominada ainda pela música "My Heart Will Go On".
 
Imagens: Direitos Reservados / Divulgação