Header Ads

Série derivada do filme "Bem Bom" chega em setembro de 2021 à RTP

Bem Bom é um dos projetos nacionais que serve de exemplo ao impacto que a pandemia do novo coronavírus trouxe ao mundo do entretenimento. Depois de encontrar dificuldades em encontrar um espaço no calendário de estreias, o projeto que pretende contar a história das Doce, a mítica girlsband nacional, vai chegar ao grande ecrã dia 26 de novembro. Contudo, à semelhança de outras obras que contam com o apoio de produção da RTP, a longa-metragem terá um série derivada na estação pública. Setembro de 2021 é a data de estreia apontada.

«No filme vamos ver a história de superação de uma banda de quatro mulheres, os altos e baixos, o preconceito, as difamações de que foram alvo, as grandes vitórias e derrotas. Quanto à série, vai entrar na vida de cada uma das artistas, olhar as relações com os homens, a crueza da vida das artistas fora do palco. Foram quatro mulheres extraordinárias que ousaram desafiar o Portugal daquela altura», garantiu Patrícia Sequeira, em conversa com o jornal Observador, sobre o argumento da produção que surge em antena perto de um ano depois do seu lançamento em cinema, deixando o filme seguir o habitual processo de Marketing com o lançamento nas salas, seguido da venda de DVDs e outros artigos relacionados.

A produção dos sete episódios da história que vamos poder ver na RTP1 estará, também, a cargo da Santa Rita Filmes, e contará com Patrícia Sequeira na direção. Bárbara Branco, Ana Marta Ferreira, Lia Carvalho e Carolina Carvalho vestem a pele das cantoras neste biopic assinado por Cucha Carvalheiro e Filipa Martins com a consultoria de Helena Matos. Bem Bom é um dos lançamentos portugueses mais aguardados deste ano, depois de Variações, filme de João Matos sobre o músico António Variações, ter alcançado valores atípicos no consumo de cinema nacional.