Header Ads

COMING UP | Titans



A DC Comics chegou ao streaming e entrou a ganhar com um sucesso de critica que resulta do casamento perfeito entre a nostalgia de toda uma geração e o lado sombrio dos super-heróis da editora de Banda Desenhada. Titans é aposta ganha já com segunda temporada confirmada, mas são só qualidades ou há defeitos? 

É fã do DC Universe? Então já está habituado aos meandros de Gotham, e arredores. Esse tom é transportado para a história que acompanha a vida de Robin, o companheiro de Batman e “líder” do grupo Teen Titans, que tão bem conhecemos das séries de animação. Brenton Thwaites, que dá vida a Dick Grayson (o Robin), é de facto um dos grandes destaques de toda a trama. O texto da série tem algumas falhas com outras personagens, que vamos falar mais à frente, mas isto não afeta a história do protagonista que tem consistência e profundidade. 

Dick é a conexão perfeita entre o universo que conhecemos melhor da marca e esta nova produção. É a partir dele que são trazidas referências a Batman e outros heróis da Justice League, mas além disso conseguimos encontrar um rumo e algumas questões na personagem que é a melhor explorada neste enredo. Apesar de se tratar de um universo de fantasia, o ator consegue a proeza de atribuir realismo a cada cena do plot que o acompanha. 



A história é centrada em Dick, Raven e Kory e apesar de tentar ser coerente na divisão do protagonismo entre os três acaba por ser tendenciosa. Kory, a Stellar, é um exemplo disso. O desenvolvimento da jovem que vem de outro planeta vê a os seus problemas serem resolvidos de uma forma um pouco abrupta por parte dos roteiristas. Talvez a explicação para a passagem de Kory para segundo plano se prenda com o facto de Raven ser uma personagem que precisa de um grande enquadramento e Dick ser um personagem âncora, mas nem por isso deixa de ser um ponto negativo a ausência de uma narrativa melhor explorada para a personagem. Será Kory uma premissa para a segunda temporada? 

E para a nova fase, o episódio final é sem dúvida uma forma de agarrar cada um de nós. Com muitas reviravoltas que podem ser ou não reais e que deixam “água na boca” para mais. Este é sem dúvida, também, o melhor episódio desta primeira season



Os fan service são recorrentes mas justificados no enquadramento de Titans, que vem contar uma história da equipa que tão bem conhecemos na infância numa versão mais adulta e contemporânea com o que se faz atualmente nos produtos do género na The CW, ABC ou Netflix. E este é apenas mais um dos muitos pontos que fazem desta primeira aposta da DC Comics no streaming um projeto de qualidade que consegue agarrar até quem não é fã ou está cansado do estereótipo de Super-Herói. Desta vez não é género, é mesmo um começo.

Sem comentários