Header Ads

“Lacunas”, de Daniela Schitini, em leitura encenada na Quinta de Santiago

Resultado de imagem para “Lacunas”, de Daniela Schitini

Esta quinta-feira, 25 outubro, a Casa do Bosque, no Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira, recebe uma noite de leituras encenadas, pelas 21h30. À beira de comemorar 15 anos de atividade, dando a conhecer textos dramatúrgicos escritos em Português, o projeto “Salvé a Língua de Camões” traz desta vez "Lacunas", de Daniela Schitini.

Como num jogo de matrioskas em que o teatro se esconde dentro do teatro (dentro do teatro), “Lacunas” põe em cena uma encenadora e uma atriz inexperiente, numa audição para uma peça que tratará a trajetória de outra atriz, ela própria estigmatizada pelo seu temperamento instável. Misto de jogo de espelhos e de investigação dos meandros da memória, o texto revela a natureza das relações e dos afetos que existem entre os vários planos da ficção dramatúrgica.

 Aparentemente distantes no espaço e no tempo, as personagens surgem unidas pelo confronto com situações-limite, as quais revelam de que modo as presenças e as ausências podem influenciar os gestos quotidianos e, no limite, as escolhas que se fazem; ou como a arte pode ser, afinal, um ponto de encontro alheio às contingências da física (e capaz de superá-las).

Não menos importante, “Lacunas” permitirá dar a conhecer a dramaturgia produzida por uma atriz que, depois de dar corpo a textos tão essenciais da cultura brasileira como “Eles não usam Black Tie” ou “Itinerário de Pasárgada”, se aventura agora na escrita teatral. Verteu para teatro a obra de Clarice Lispector e adaptou o texto de “Noite de Reis”, de Shakespeare. Com a peça “Marias da Luz” conquistou, em 2014, o prémio de melhor espetáculo em espaço não convencional da Cooperativa Paulista de Teatro.
  
Os pedidos de informações e as inscrições devem ser feitos através do casadobosque@cm-matosinhos.pt

Sem comentários