Header Ads

De "Golpe de Sol" a "Amadeo", conhece os novos projetos de Vicente Alves do Ó



Vicente Alves do Ó é um dos realizadores mais conceituados do nosso país. Com Florbela e Al Berto no currículo, o autor já prepara o seu regresso ao grande ecrã com três novas estreias. Depois do bem-sucedido Quero-te Tanto, com Benedita Pereira e Pedro Teixeira como protagonistas, chega agora altura de lançar Amadeo e Golpe de Sol enquanto se alinham pormenores para o telefilme Daqui Não Se Vê o Mar.

Com antestreia na edição de 2019 do festival Queer Lisboa, Golpe de Sol é uma das novas longas-metragens que o realizador tem em carteira para estrear nas salas de cinema nacionais. A película narra a história de quatro amigos que se divertem num fim-de-semana que promete ser de sonho, até que recebem um telefonema do passado. David, um amor comum a todo o grupo, está de volta às suas vidas dez anos depois e, sem querer, promete ser a fonte para que muitos dos segredos dos amigos venham ao de cima. Com Ricardo Pereira, Nuno Pardal, Oceana Basílio e Ricardo Barbosa como protagonistas, o projeto promete ter um lugar nos cartazes nacionais em breve depois de ter estado em competição em Londres no BFI Flare: London LGBTQ+ Film Festival e no Melbourne Queer Film Festival.

A 12 de novembro deste ano, Vicente Alves do Ó regressa aos biopics para colocar os holofotes sobre a vida e obra do pintor Amadeo de Souza Cardoso. Rafael Morais assume o personagem título da trama, ao leme de um elenco de luxo com os nomes de Manuela Couto, Eunice Muñoz, Rogério Samora, Lúcia Moniz, Ana Vilela da Costa, Ricardo Barbosa e Ana Lopes. A narrativa traz consigo uma recriação da icónica exposição do artista no Jardim Passos Manuel em 1916 além de um retrato fiel sobre quem é o homem para além do artista e dos seus pincéis. Apesar da pandemia a data de estreia deverá manter-se. «Para já não [há alterações]. Vamos ver como corre a pandemia. Neste momento estamos todos dependentes dos portugueses e do vírus», confirma o argumentista e realizador ao Fantastic.

Sobre o seu próximo projeto, Daqui Não Se Vê o Mar, também da responsabilidade da Ukbar Filmes, Vicente fecha-se em copas. «Não há datas para nada, nem para rodar», confirma sem nos avançar mais detalhes. Esta produção será um telefilme assinado pelo realizador, como já vem sendo hábito nas suas fitas, e conta com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual.