Header Ads

"Trezes". RTP1 produz 13 telefilmes baseados em contos portugueses


A RTP1 anunciou que vai estrear em 2020 uma série de 13 telefilmes, baseados em contos portugueses. Cada um dos 13 episódios de Trezes terá um realizador diferente, com nomes como António-Pedro Vasconcelos ou António da Cunha Telles envolvidos. 

O guião dos telefilmes será baseado em contos portugueses clássicos e contemporâneos, de autores como Fernando Pessoa (“Um Jantar Muito Original”) Mário de Carvalho, Alexandre Herculano ou José Cardoso Pires (“Lavagante”).

Este é um projeto apresentado à RTP pela produtora Marginal Filmes e envolve António-Pedro Vasconcelos, Cunha Telles, Leandro Ferreira, João Cayatte, Leandro Ferreira, José Carlos Oliveira, entre outros realizadores. 

José Fragoso não adiantou todos os detalhes, mas disse que os filmes terão cerca de 60 minutos e alguns reconstituem épocas.


lista dos 13 telefilmes é composta pelos seguintes títulos: 

  • A Morte do Super-Homem, de Rui Zink, realizado por João Teixeira;
  • O Tesouro, de Eça de Queirós, realizado por Carlos Coelho da Silva;
  • A Abóbada, de Alexandre Herculano, filmado por Cláudia Clemente; 
  • O Sítio da Mulher Morta, de Manuel Teixeira-Gomes, pelo próprio José Carlos de Oliveira;
  • Um Jantar Muito Original, de Alexander Search, pré-heterónimo de Fernando Pessoa, por Leandro Ferreira;
  • Fronteira, de Miguel Torga, por João Cayatte;
  • O Ódio das Vilas, de Manuel da Fonseca, por António da Cunha Telles;
  • O Rapaz do Tambor, de Fernando Namora, por Filipe Henriques;
  • A Pereira da Tia Miséria, por Marie Brand;
  • O Lavagante, de José Cardoso Pires, por António-Pedro Vasconcelos;
  • Uma Vida Toda Empatada, de Mário de Carvalho, por Tiago de Carvalho;
  • Miss Beijo, de Lídia Jorge, por Nuno Rocha;
  • As Cinzas da Mãe, de Cristina Norton, por José Farinha.

Os argumentos foram escritos por nomes como Patrícia Müller, Pedro Marta Santos ou Miguel Simal e a ideia, segundo o produtor José Carlos de Oliveira, era "fomentar a ligação entre literatura e cinema, misturar realizadores consolidados e pessoas ainda dar os primeiros passos, com enfoque nesses nomes novos, e pô-los a filmar sem perder de vista a vocação formativa dos filmes", cita o Público.


João Jesus, Sara Norte, Almeno Gonçalves, Rui Luís Brás, José Condessa ou Carla Salgueiro são alguns dos atores do elenco. José Fragoso, director de programas da RTP1, estima que os filmes cheguem aos ecrãs no final de 2020.



Sem comentários