Header Ads

Espaço Aberto #1 | "Mau tempo no canal"



Espaço Aberto
Edição 1 - Mau tempo no canal
Uma crónica de José da Xã

Quando em Junho último atravessei de barco o canal que separa as ilhas do Faial, Pico e S. Jorge, fiquei com a genuína vontade de ler uma das obras mais emblemáticas da língua portuguesa, da primeira metade do passado século.

O romance chama-se “Mau tempo no Canal” e foi escrito por um (re)conhecido açoriano nascido na Praia da Vitória na ilha Terceira no dealbar do século XX, de seu nome Vitorino Nemésio.
Tal como muitos dos seus conterrâneos, como Antero de Quental, Teófilo Braga ou mais recentemente Natália Correia, se bem que não fossem da mesma ilha, Nemésio foi um dos grandes escritores portugueses de origem insular. 

Também reconhecido e ilustre professor na Faculdade de Letras de Lisboa, era possuidor de um invulgar verbo por vezes de difícil entendimento para o comum dos portugueses, apresentando nesta belíssima obra uma imagem bem completa da sociedade faialense nos primórdios do século XX.

Os ilhéus (é assim que eles, maioritariamente, gostam de ser tratados) são gente arreigada, fiel, batalhadora e sincera. Quem os conhece percebe que é um povo diferente dos demais lusos habitantes.

Neste romance o autor pretendeu não só mostrar a força e empenho de um povo, mas outrossim detalhar um pouco da sociedade da cidade da Horta numa época em que a peste pneumónica alastrava a todo o país fazendo milhares de mortos.

“Mau tempo no canal” é, por assim dizer, um livro carismático. Uma história simples de amores proibidos, de partilhas adiadas, de relações truculentas, de compaixão e valentia, de alegrias e tristezas, de vida e de morte.

Numa linguagem com muitos termos próprios da região, cujos naturais entenderão, ainda assim este romance carrega consigo também uma ternura e uma assertividade invulgares.

Termino com uma estranha e bizarra sensação: para realmente se perceber a fundo toda a história e contexto que a envolve, dever-se-iam previamente visitar os locais referidos na obra.
Tal como eu tive a sorte de o fazer este ano.

 
“Mau tempo no canal”
Autor: Vitorino Nemésio
Ano da 1ª publicação: 1944

José da Xã

Fajã das Almas (S. Jorge)


Manadas – S. Jorge

Pico visto da Horta

Porto Pim


Fotos: José da Xã


Sem comentários