Header Ads

Fantastic Entrevista | Inês Faria


Nesta edição do Fantastic Entrevista, estamos à conversa com Inês Faria. Frequentou o curso de Interpretação na Escola Profissional de Teatro de Cascais e estreou-se como atriz em 2012 na RTP. No entanto, ficou mais conhecida pela participação na série "Bem-Vindos a Beirais". Começou há pouco mais de um ano o seu caminho no YouTube e conta já com mais de 50 mil subscritores. Recentemente lançou o livro “Coisas que os Teus Pais Não Te Disseram!“ e o Fantastic quis conhecer melhor a jovem artista. 

Lançaste recentemente o livro “Coisas que os Teus Pais Não Te Disseram!“. Como surgiu essa oportunidade e porquê lançar um livro?
O livro teve como génese um vídeo que fiz para o meu canal, cujo nome era então “O que os meus pais não me disseram!”. O vídeo teve uma enorme aceitação por parte do público e pensei que tinha material suficiente para aquilo não ser só um vídeo. Na altura, surgiu a oportunidade de escrever um livro, por parte da editora, e pensei que era exatamente isso que faria sentido! Passar do digital, para o papel e assim conseguiria mais facilmente eternizar aquele conteúdo.

Se tivesses que destacar duas coisas que os nossos pais não nos dizem e que achasses mesmo importante saber desde cedo, quais seriam?
- Que não basta ser-se bom e muito trabalhoso no que se faz para alcançar o sucesso profissional, há uma série de fatores por trás que ditam o sucesso.
- Que as relações humanas seriam tão difíceis.

O que é que as pessoas podem esperar do teu livro?
Acho que podem esperar um conteúdo leve e com qual espero que facilmente se identifiquem. E acho que ainda irá suscitar algumas gargalhadas (risos).

Que impacto esperas que o teu livro tenha nas pessoas?
Um impacto positivo, óbvio (risos). E que as faça repensar em situações que no dia-a-dia, como estão em piloto automático, não pensam.

Porque é que decidiste começar um canal de YouTube?
Decidi criar um canal porque seguia muitas youtubers e achei que era capaz de marcar a diferença no YouTube de alguma forma. E sempre gostei muito de comunicar com os outros e de expressar as minhas ideias e achei que era a oportunidade perfeita.


Que tipo de conteúdos mais gostas de criar para o YouTube?
Gosto muito de fazer vlogs e vídeos no meu quarto em que estou só a falar para a câmara sobre os mais diversos assuntos.

O que ainda gostarias de fazer no YouTube que ainda não fizeste?
Gostava de ter conseguir brincar mais com a edição dos vídeos e ao mesmo tempo torna-la melhor, mais profissional e original.

Estiveste nomeada para Prémio Revelação nos Thumb Media Play Awards e para Internet Star Portuguesa Favorita nos Kids’ Choice Awards 2019. Como encaraste tudo isso?
Fiquei muito feliz e surpreendida pelas nomeações, não estava mesmo nada à espera. Foi o reconhecimento de todo o trabalho feito ao longo de um ano. Mas levei sempre na desportiva, porque estava nomeadas com profissionais muito bons também e ganhasse quem ganhasse, seria uma vitória justa.

Até onde gostavas que o YouTube te levasse?
Não sei bem. Acho que não penso muito nisso. Claro que gostava de trabalhar cada vez com mais marcas e que surgissem cada vez mais oportunidades. Mas penso que se continuar fiel a mim mesma e continuar a produzir conteúdo com frequência, as coisas irão aparecer naturalmente.

Tens um curso de interpretação tirado na Escola Profissional de Teatro de Cascais. Achas que isso te proporcionou uma maior preparação para trabalhares como atriz?
Claro que sim. Foram quatro anos muito intensos, nos quais cresci imenso enquanto atriz. E claro que foram indispensáveis para me denominar atriz. Não acredito em pessoas que dizem que são atores e atrizes e que nunca tiraram nenhuma formação.




“Bem-vindos a Beirais” foi provavelmente um dos teus projetos mais sérios em televisão. O que aprendeste com essa experiência?
Tanta coisa. Tanto a nível profissional, como a nível pessoal. Aprendi muito com todos aqueles que faziam parte da série, atores e equipa técnica. Aprendi acima de tudo a saber trabalhar em equipa e a respeitar os outros. Ah e aprendi a cumprir horários, que era coisa que não sabia o que era até então (risos).

Com que ator/atriz português gostarias de colaborar e porquê? E internacional?
Gostaria muito de trabalhar com a Rita Blanco, considero-a uma das melhores atrizes portuguesas e tem uma personalidade com a qual me identifico muito.
Lá fora, gostaria de trabalhar com o Rami Malek, sou uma eterna apaixonada pelo trabalho dele!

Quais são as principais dificuldades que tens sentido em afirmar-te no mundo da representação em Portugal?
O facto de as grandes estações de televisão continuarem a querer apostar em modelos e em caras bonitas, em vez de em atores e atrizes ....

Se tivesses que escolher apenas um, entre teatro, cinema e televisão, qual escolhias?
São coisas muito diferentes, mas todas se complementam ... Mas penso que neste momento escolheria o cinema ...

Que conselho dás a pessoas que queiram enveredar por uma carreira na representação?
Estudem, estudem, estudem !! E nunca desistam, se esse é realmente o vosso sonho ...

Tens algum projeto em mente que possas partilhar com os nossos leitores?
Tenho sim, mas ainda não posso partilhar (risos).

Se pudesses escolher apenas um livro, uma música e um filme, quais escolherias? E porquê?
Livro – Coisas que os Teus Pais Não te Disseram (Porque fui eu que o escrevi [risos])
Música – Nunca tive uma música preferida, gosto um pouco de tudo!
Filme – 12 Years a Slave (Foi um filme que me tocou imenso ... Além de ter representações incríveis!)


Fantastic Entrevista -  Inês Faria
Por Joana Sousa
Maio de 2019

Sem comentários