Header Ads

Segunda Opinião | "A Tarde é Sua"


"A Tarde é Sua" estreou em 2011 na TVI. O formato surgiu em resposta à transferência de Júlia Pinheiro para a SIC. Na altura, Fátima Lopes dava cara pelo "Agora é que Conta", que era emitido pelas 19h e liderava o período.

O talk show nasce com o estúdio de "As Tardes da Júlia", onde foram mudados alguns pormenores e cores. O rosa deu lugar vermelho e tons pasteis. O formato manteve os mesmos conteúdos, ganhando o ADN de Fátima Lopes, que gosta de trabalhar com assuntos mais densos e histórias de vida tristes. Foi assim que nasceu o "A Tarde é Sua". 

O programa rapidamente se tornou líder de audiências, marcando há uns anos o dobro da concorrência da SIC e RTP1. Com isto, a TVI seguiu a mesma linha do programa em 6 anos de emissão. O estúdio e o grafismo foram alterados apenas uma vez- sendo que o estúdio, na verdade, pouco se alterou- e os conteúdos mantiveram-se os mesmos. O vespertino apresenta à sexta-feira a 'Máquina da Verdade', temos a rubrica de culinária com Marco, o 'Cabaz Surpresa', as 'Noticias de Graça' e o 'À Conversa com Letria'.

Nenhum formato da concorrência conseguiu passar Fátima Lopes. Na RTP1 tivemos "Portugal no Coração", "Há Tarde" e "Agora Nós". Na SIC, "Boa Tarde", "Grande Tarde" e "Juntos à Tarde" foram as opções que falharam. Contudo, nem sempre liderar é sinonimo de sucesso. A expressão "não se mexe em formato vencedor" não é verdade. Os canais devem estar atentos ao público que os segue, moldar-se a eles e renovar a imagem. Com "A Tarde é Sua" vemos que a TVI sabe o público que pode prender- no caso, o mais velho, que representa a fatia maior de quem está em casa naquela hora. Falta apenas o canal mostrar que a liderança que detém é segura. E nisso, a estação 4 tem falhas. 

As poucas ou nenhumas alterações no programa de Fátima Lopes demonstram insegura do canal em mudar. Se em "Você na TV!" tudo corre bem- e até os apresentadores podem surgir a solo- à tarde não é assim. Com as novas tarde da SIC em setembro, esperemos que a TVI renove o "A Tarde é Sua". Tudo está a ficar desgastado. Desde o logotipo- que nunca foi bom- ao cenário com pouca cor, pouco inovador, tudo precisa mudar. 

As fotos de flores que são colocadas no fundo do ecrã do cenário não combinam. Os conteúdos em si não devem mudar, apesar das criticas, o público que segue a TVI quer ver aquilo. Ainda assim, devem ser inseridos mais espaços de música, mais interação com o público e menos 760 / 761, que no canal 4 parece interminável. 

Espera-se que setembro traga novidades nas tardes da TVI. A SIC vai à luta mais uma vez. Na RTP1, devemos continuar a ver Zé Pedro e Tânia Ribas, que trabalham para um público com gosto mais virado para a cultura, a música, as artes e as conversas com famosos. Setembro é o mês mais esperado na televisão. Vamos aguardar ansiosos pelas novidades.

Segunda Opinião - 125ª Edição

Uma rubrica em parceria com o
http://diario-da-tv.blogspot.pt/

Sem comentários