Header Ads

Nuno Artur Silva deixa administração da RTP

Resultado de imagem para nuno artur silva rtp
Fonte: Expresso

Nuno Artur Silva vai sair em breve da administração da estação pública. O presidente Gonçalo Reis foi convidado pelo Conselho Geral Independente (CGI) para cumprir um novo mandato de três anos.

A decisão da saída do atual administrador da RTP foi hoje conhecida e divulgada pelo Expresso, em que o Conselho Geral Independente convidou apenas Gonçalo Reis para continuar em funções e realizar um novo mandato. Nuno Artur Silva sai devido a "irresolução do conflito de interesses entre a sua posição na empresa e os seus interesses patrimoniais privados". 

Este, apesar de ter abdicado de de todos os cargos de gestão nas empresas Produções Fictícias e Canal Q em 2015, quando assumiu funções na RTP, não se desfez das participações que detinha nessas empresas, motivo que leva à sua não continuidade nas funções no canal público. 

Várias críticas e acusações foram feitas pela parte da Comissão de Trabalhadores da RTP, devido às incompatibilidades de Nuno Artur Silva e do diretor de programas, Daniel Deusado, por favorecimento de programas produzidos pelas Produções Científicas. As críticas dirigidas a Nuno Artur Silva acabam por ter agora acolhimento indireto por parte do CGI, que agradece o "modo altamente meritório e sucessivamente reconhecido pelas instâncias de escrutínio da empresa" como liderou a "reconfiguração estratégica da política de conteúdos da empresa, numa ótica de serviço público de media".

Cristina Tomé, responsável pelo pelouro financeiro, deverá sair também da empresa e deixar de exercer as atuais funções. O CGI destaca e agradece a "gestão empresarial eficiente, que se saldou pelo equilíbrio das contas e pela estabilização financeira, ao longo dos três anos de mandato".

Sem comentários