Header Ads

Segunda Opinião | As "novas" tardes da SIC


Depois de várias apostas falhadas ao inicio da tarde - “Boa Tarde”, “Grande Tarde” e mais recentemente “Juntos à Tarde” - a SIC decidiu investir em ficção para o período das 16h às 19h. A ideia é trazer uma programação alternativa. Mas será uma boa aposta?

Se a promessa do canal se concretizar, a SIC terá após o “Primeiro Jornal” duas telenovelas - uma em reposição ("Sol de Inverno") e a outra ainda por definir. Para preencher o horário deixado vago pelo "Juntos à Tarde" na programação, as tramas terão episódios de grande duração, uma vez que o talk-show da SIC ocupa mais de duas horas de emissão. 

A SIC passará, assim, a ter seis produtos de ficção na sua grelha, a partir de fevereiro - somando a nova aposta com a telenovela emitida de madrugada, com a do início da tarde e com as três de horário nobre.

O objetivo é afastar-se das ofertas da RTP1 e TVI, que emitem, respectivamente, “Agora Nós” e “A Tarde é Sua” e subir as audiências, em queda há vários anos e que deixam a SIC, por vezes, em terceiro lugar.

A ideia do canal já foi contestada por vários espectadores, que afirmam que as audiências não vão melhorar. A verdade é que a faixa das 15h-18h das generalistas é ocupada por talk shows há vários anos e não ultrapassa em grande número os 500 mil espectadores.

Este é um período cuja audiência é composta maioritariamente por idosos, mas não só. A verdade é que com o aumento do desemprego são cada vez mais os jovens a ficar em casa. Além disso, mesmo a população mais velha já está aberta a outros conteúdos (não muito “arrojados”) mas diferentes. É nisso que os canais se devem focar para aumentar o público.

A SIC vai assim voltar à sua génese e transmitir novelas pela tarde a fora, confrontando a TVI com uma “nova” aposta. Será que o canal vai conseguir finalmente recuperar espectadores?

Enquanto isso, João Baião e Rita Ferro Rodrigues ficarão, para já, sem projetos, juntando-se a outras caras como Bárbara Guimarães e Andreia Rodrigues. A SIC já está a pensar num formato para o apresentador. Um concurso diário é uma das hipóteses. Mas qual será o futuro de João Baião no canal?

Segunda Opinião - 106ª Edição 
Uma rubrica em parceria com o
http://diario-da-tv.blogspot.pt/

Sem comentários