Header Ads

"Borderline" estreia sábado à noite na RTP2


Vindos do hip-hop, Sébastien Ramirez e Honji Wang concebem uma "incrível armadilha gestual onde a necessidade de liberdade é confrontada com as restrições sociais, numa peça apaixonante e intimamente regenerativa". Borderline estreia este sábado, às 22h00, na RTP2.

Tendo como ponto de partida os temas de restrição e da manipulação, o francês Sébastien Ramirez e a alemã de ascendência coreana Honji Wang apresentam uma nova linguagem coreográfica deslumbrante e profunda. 

Com cinco dançarinos e um rigger, eles aperfeiçoaram uma armadilha gestual transbordante de sensações intensas para ilustrar a nossa paixão pela vida e a nossa necessidade de liberdade, por mais adversas que sejam as circunstâncias.

Os gestos e os figurinos criam imagens que refletem as tradições gregas e coreanas dos nossos desejos e angústias. Com grande fluidez, a peça exibe verdadeiras acrobacias, poesias visuais e todo o universo urbano do hip-hop. A dança está em diálogo permanente entre técnica e arte da manipulação, numa reflexão sobre as relações humanas.

As fronteiras sociais são evocadas pela interação de forças físicas no palco, bem como através de testemunhos – recolhidos dos amigos e familiares dos dançarinos, ou da comunicação social, e transmitidos em voz alta.

Com este Borderline, criado em 2013, Wang X Ramirez não só conseguiram um enorme sucesso, como escreveram os seus nomes no passeio da fama. Vencedores do prestigiado Prémio Bessie em Nova York, receberam também diversos prémios internacionais, como o Special Audience Prize no Concurso de Coreografia Internacional de Hannover, o primeiro prémio no Red Bull BC One, o prémio especial no Osaka Hip-hop International Choreography Competition, entre outros.

Sem comentários